domingo, 30 de novembro de 2008

minha cidade




Cada vez que volto à São Paulo a confusão de sentimentos que nutro em relação a esta cidade se acentua. E são exagerados, proporcionais ao seu tamanho, sua população e sua diversidade.

Me sinto feliz e em êxtase quando almoço com minhas amigas em um bom restaurante na região da paulista e depois caminho em direção às livrarias que só tem igual aqui, ou aos cinemas com filmes que também só passam aqui. Li no jornal que acabou de inaugurar uma livraria especializada em livros de literatura fantástica. Em que outro lugar poderia existir um comércio desse tipo?

Caminho na nova calçada da Paulista, menos charmosas do que a antiga, mas o saltinho do sapato agradece a reforma e fica feliz em não enrosacar a cada três passos, e a imagem já é jargão-todo o tipo de gente andando apressada, como se o mundo fosse acabar em alguns instantes. Passo por botecos e restaurantes charmosos, passo pelo MASP, pelo Trianon e penso "como consigo viver longe disso tudo?".

Conheço algumas pessoas que se sentem oprimidas pelo tamanho daqui. Não é o meu caso. Me sinto liberta em uma cidade em que as pessoas não me olham e não se interessam pela minha vida.

E mesmo não aproveitando um décimo do que São Paulo tem para oferecer, gosto de ter opção, de pensar que seu eu quiser, tá lá, é só ir.

Mas também tem muita coisa aqui que me incomoda. A maior parte da cidade é muito feia, mesmo na era Kassab.

Ficou melhor sem aquele monte de faixadas cobertas e anúncios?Claro que sim.
Mas o que tinha por trás das faixadas agora está exposto é não é bonito. As ruas de comércio ainda são muito feias. E os camelôs nas calçadas impedindo o trânsito dos pedestres e vendendo quinquilharias que na sua maior parte são falsificações ou muambas. Como pode a ilegalidade estar assim tão na cara e nada ser feito?

O trânsito então, daria uma tese de mestrado...

Sabemos que durante a semana, entre 07h e 09h e entre 17h e 19h é praticamente impossível sair do lugar. O que não significa que fora destes horários a locomoção flua levemente. É uma incógnita, a meu ver um mistério impossível de ser desvendado saber onde e quando iremos nos deparar com a lentidão.

As distâncias são muito longas. Ao combinar algum evento com amigos sempre tentamos achar um local "meio do caminho" para evitar que o tempo dentro do carro não exceda o tempo de diversão. Nem sempre a estratégia funciona. Ontem fui visitar uma amiga que teve bebê e o trajeto até sua casa durou 1h10. Domingo e sem trânsito!!

E daí penso "Como conseguia viver no meio deste caos?"

Por enquanto acho que encontrei a fórmula mágica: moro em Curitiba, cidade linda, limpa e com ótimas opções gastronômicas e culturais e venho para São Paulo passear, rever os amigos e curtir o que só encontro aqui!

terça-feira, 25 de novembro de 2008

destinos enroscados


A princípio pensei em dar o título desta postagem como "destinos cruzados" mas isso me faz vizualizar duas linhas que se cruzam como um "x"e depois se separam e essa imagem não condiz com o que tenho para contar. A imagem ideal são duas linhas embaraçadas, correndo paralelas e se enroscando várias vezes.

Sei que é recomendado para escritores não iniciados como eu começar pelo começo, mas neste caso, vou fugir à regra e começar pelo fim.

Sábado, 22 de novembro de 2008, às duas e tantas da manhã nasceu o Theo, filho da Karina e do Paulinho. Se tivesse nascido alguns minutos depois, às 03h12 seria o mesmo dia e horário do Antônio, meu filho, só que 3 anos mais tarde.

Esta é, até o momento, a última coincidência que nos une, Eu, Rogerio, Karina e Paulinho.

Agora, voltando ao começo.

Conheci a Kari em churrasco de um amigo e não nos demos muita trela. O Paulinho, seu marido, conheci alguns anos antes, pois era amigo de um amigo - o mesmo que me apresentou a Kari - e também não nos demos muita trela.

Algum tempo depois nos cruzamos de novo na piscina de uma amiga em comum e ainda não foi desta vez que nos tornamos amigas. Pelo contrário, achei-a histérica e aparecida ao mesmo tempo em que ela me achou fresca e metida. Sinceramente, naquele momento as duas tinham razão!

Em virtude destes amigos em comum, o Marcos e a Babô, passamos a nos ver mais, frequentar os mesmos lugares e aos poucos fomos nos aturando, depois nos compreendendo até nascer esta sólida e profunda amizade.

Passamos a viajar juntas, sair para dançar reggae, pagode (meu passado me condena), tomar sorvete na vila madalena, trocar confidências, uma frequentar a casa da outra, sendo que eu frequentava muito mais a dela do que o contrário, afinal, depois que passei a estudar a noite na PUC ia quase todos os dias depois da aula na sua casa bater um papinho.

Nessa época ela já paquerava o Paulinho, e eu, como se dizia na época, vivia fazendo a caveira do moleque, pois o achava um bêbado. E cá entre nós, eu tinha motivo para isso, pois toda vez que o encontrava estava manguaçado e agarrado a uma baranga... Mas tudo bem, vamos voltar aos destinos enroscados.

Karina e Paulinho começaram a namorar e seis meses depois eu comecei a namorar o Rô. Neste meio tempo mudei meu conceito sobre o Paulinho e passei a adimirá-lo. Começaram as saídas de casal e as coincidências que nos unem.

Casamos no mesmo mês, do mesmo ano e fomos madrinhas uma da outra.

Planejamos engravidar ao mesmo tempo, mas eu me apressei um pouquinho e em fevereiro de 2005 fiquei grávida do Tonico. A Kari engravidou alguns meses e depois e teve uma gestação não embrionada. Dois anos depois estava eu em Florianópolis sofrendo também por ter tido uma gestação não embrionada.
Nesta época a Kari já havia engravidado novamente e tido o Rafa, um bebê prematuro que nasceu com 26 semanas e 500 gramas. Esse bebezinho lutou muito, os pais dele lutaram muito, mas infelizmente, depois de 7 meses na uti ele faleceu.
Em janeiro deste ano, quando se completava um ano da morte do Rafa eu confirmei o que já desconfiava desde novembro- estava grávida da Bebeca.
Tive uma gestação tranquila, desconsiderando alguma tensão por conta de problemas com o trabalho do Rô e uma mudança repentina para Curitiba e depois de 9 meses veio minha Betânia, que como o Rafa passou toda sua breve vida na uti de uma maternidade e depois faleceu.

São muitas coincidências entre quatro pessoas que se amam e adimiram muito. Não compreendo o que acontece entre nós, mas o que importa é que agora a Kari e o Paulinho estão em casa, com o Theo nos braços curtindo tudo o que merecem!
Ao mesmo tempo em que curtem o filhote, lamentam por tudo o que já passaram, como eu...

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

correndo

Sem novos posts por enquanto.
Ontem foi a festinha do Tonico na escola e amanhã será no condomínio. Mãe, pai e avó aqui em casa e minha tia, tio, prima e o filhote dela em curitiba.
Amanhã ainda chegam minhas sister, o namorado, meu outro primo com esposa e filha!
Fiz as lembrancinhas da escola e a da festa, os enfeites de mesa e ainda estamos saindo bastante para passear.
Adoro esta muvuca!
Semana que vem postarei as fotos.

sábado, 15 de novembro de 2008

dance, dance, dance

Este vídeo deveria estar no post abaixo, quando falo do aquapark, mas depois que assistirem terão que concordar comigo que merecia uma postagem exclusiva.
Dessa vez, meu piá multi-talentos, que tem vídeos se apresentando no dia dos pais, cantando e mergulhando, está dançando, empolgadíssimo na beira da piscina.

Assim como os outros, IMPERDÍVEL!


video

Amigos

O Tonico tem socializado muito bem aqui em Curitiba. É um menino de muitos eventos!!

Sábado passado fomos ao clube com os amigos do trabalho do Rô e ele brincou a beça com o Gustavo, filho do Junior. "Pescaram" com galhos de árvores, deram pão aos peixes e depois de uma chuva torrencial que prometia acabar com nosso churrasco, surgiu o sol e uma irresístivel poça d'água que foi a diversão até final do dia. Jogaram bola na poça, correram, mergulharam e pularam. Divertidíssimo.






Quinta-feira a bagunça foi com a Marina e o Vicente. Estavam brincando todos juntos na casa da Ju, até que eu, a bruxa má, apareci para chamá-lo para o banho. É óbvio que ele não quis vir, então para convecê-lo chamei a Marina para vir junto com ele. Ela topou na hora e a Ju - presidente do partido o que importa é ser feliz - permitiu rapidinho também. O Vicente, que a princípio não queria entrar, ao ver a empolgação dos dois mudou de idéia e se jogou na banheira. Depois de muitá água, todos estavam banhados, cheirosos, felizes e prontos para ir à escola, ou no caso do Vicente, para aquela sonequinha gostosa...



Sexta-feira, depois da aula, recebemos dois amiguinhos do Antônio aqui em casa, o André e sua irmã gêmea Ana Cristina, duas crianças lindas e super educadas. A farra já estava ótima, mas para melhorar a Ju tocou nossa campainha e as crianças dela, ao verem que tinhamos visitas em casa se animaram e vieram brincar juntos. As portas dos apartamentos ficaram abertas e logo já estava o maior entra e sai. De vez em quando perdíamos um dos cinco, que estava brincando sozinho em outro cômodo.


Hoje fomos ao Aquapark levar o Antônio brincar na piscina e logo ele fez amizade com o Samuel. A brincadeira era chutar água um no outro, fingir que nadavam e correr até a cachoeira. Nadou, tomou sorvete e voltando para casa, quando pensávamos que ele ira desmaiar no carro e dormir até amanhã, ele ligou a vitrolinha e veio falando na maior animação o caminho todo. Chegando aqui ainda enrolou bastante antes de cair na cama e dormir de vez.







Amanhã deveremos nos encontrar com o Rodrigo, outro amiguinho lindíssimo e espertíssimo da escola. Depois atualizo esta postagem.
Atualizando...
Nos encontramos na bisbilhoteca para assistir uma história muito engraçada. As crianças participaram e interferiram o tempo todo na contação. Depois fomos tomar um cafezinho no Frans. Como as crianças não queriam se despedir, a Patrícia e o Cláudio nos convidaram para continuarmos a conversa na casa deles. O Odigo e o Otônio se fantasiaram, trocaram de tênis e brincaram até não poder mais.
Acabou em pizza e vinho!
Foi ótimo.

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Mais dois presentinhos prontos.
O primeiro é o body do Theo, que deve nascer daqui poucas semanas, filho da minha grande amiga. Fiz um ET e uma nave espacial para combinar com o a estampa do body. Cores bem clarinhas para não agitar o bebezuco.


A outra é uma camiseta para minha irmã, que é a mulher mais charmosa que conheço e adora flores. Vermelho, jeans e verde para alegrar a camiseta bege.
Espero que gostem.

A intenção era fazer surpresa com os dois presentes, mas sou assim, não aguento!!!
Não aguento chegar o dia do aniversário, ou dia das crianças ou natal para dar os presentes, se eles já estão comprados.
Não aguento esperar para mostrar só na entrega os presentes que já estão feitos, publico no blog antes e compartilho com Deus e o mundo!!!
Me perdoem minhas queridas, mas não consegui me controlar!!

sábado, 8 de novembro de 2008

almoço às sextas-feiras


Já virou tradição seguida toda sexta-feira o almoço no indiano com a Ju.

Saímos a pé e vamos caminhando até lá. Passo em frente a peixaria e penso "preciso comprar mais peixe para nós...", continuamos caminhando e papeando. A subidinha judia um pouco, fica difícil coordenar respiração e fala, muita fala.

A Ju sempre aproveita o passeio para me mostrar coisas interessantes do bairro.
Outro dia me apresentou um terreno baldio que tem no caminho. Fiquei encantada. Muro branco, portãozinho de ferro e lá dentro o terreno infestado de flores e lotado de borboletas brancas. Agora faz parte da tradição pararmos no terreno para olhar um pouquinho e jogar umas pedrinhas para ver se surgem mais borboletas voando.

Na primeira vez que fomos andando, na volta entramos na igreja dos pássaros. Ela tem este apelido, pois dentro dela tem um monte de gaiolas com canários que cantam o tempo todo. Divino.
Também já testamos um cafezinho com ambiente bem charmoso que tem por perto, mas o café mesmo não estava bom. Neste mesmo dia paramos em uma boa papelaria da região, mas que tem um dono chato, metido a engraçadinho e que faz piadas ridículas, que me fazem querer vomitar.

O restaurante fica dentro de um ambiente composto por ele, mais uma loja de artigos indianos e um espaço cultural. Um lugar lindo.
Lá serve-se apenas uma opção de prato vegetariano por dia. Tudo sempre muito gostoso. No meio da refeição já peço para o garçom preparar meu chá, pois demora15 minutos para ficar pronto. É chá preto, no leite com cardamomo e açucar. Assim fecho a refeição com chave de ouro.
A loja é uma tentação a parte. Depois do almoço damos uma voltinha desejando todos aqueles saris, tapetes, enfeites, joias e caixinhas, estas uma tentação que me enlouquece toda vez.

E além de todo o passeio e boa comida, tem o melhor de tudo: nossas conversas. Falamos bobagens, damos risadas, falamos assuntos sérios e contamos fofocas.
Saio de lá leve, renovada e feliz, pois além de tudo é sexta-feira!








sexta-feira, 7 de novembro de 2008

sapatinho verde de pompom

Era objeto de desejo e desde hoje passou à categoria de objeto de posse!
É meu e vou amá-lo para sempre.

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

brincadeira


Passei a tarde brincando no computador para compor este atc digital, se é que isso existe.

Para falar a verdade a intensão é imprimir, mas como estou sem impressora no momento, fica para mais tarde...

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Presente de dia das professoras

Ontem, finalmente, terminei o último mini-álbum que faltava, pasmém, para eu entregar para a professora do Antônio.
A Ana Maria atualmente é coordenadora pedagógica da escolinha, mas quando chegamos em Curitiba ela era a professora da turminha do Tonico e foi muito importante no processo de adaptação dele na nova escola.
Ela é muito carinhosa, gentil, alegre e competente.
Espero que goste, pois tentei caprichar bastante.


A capa...
As flores vem com desenho imitando bordado e na rosa eu bordei por cima.


Amei esse papel de lousa da crate paper. Atualmente é minha marca favorita - amo tudo que eles fazem!
Toniquinho fazendo cara de bravo!Adesivos de besouros, lindíssimos, que a Ligia me trouxe dos EUA.
Meu carimbo novo, maravilhoso, também que Ligia me trouxe dos EUA. Estou na fase carimbos. Depois desse já comprei mais dois pelo e-bay e estou aqui, na maior ansiedade, esperando chegar!




Florzinhas em relevo.



E para finalizar mais papel crate paper de lousa. Os outros são da Street Dream e cardstock verde musgo e pink.







terça-feira, 4 de novembro de 2008

a farra

O final de semana foi bem agitado por aqui. No sábado chegaram em casa os primos e tios do Tonico, para irmos juntos ao aniversário do Davi.
Os quatro priminhos pegaram fogo assim que se viram e continuaram no maior pique até domingo!! Muita brincadeira e uma ou outra briguinha.


A festa estava ótima.
Enquanto eu me divertia com as guloseimas e colocava a conversa em dia com as fofíssimas primas e tias do Rô, as crianças corriam, pulavam e brincavam. Mal comeram.

O Tonico, para variar, na hora do parabéns se posicionou estrategicamente ao lado do aniversariante e só saiu de lá depois que haviam tirado todas as fotos.
Juro que tentei dar uma de mãe educada e persuadi-lo a sair ou tirá-lo na marra, mas os tios e primos não deixaram.
Ele acha que na hora do parabéns todas as crianças tem que ficar atrás do bolo e vive falando que no aniversário dele chamará fulano e sicrano para soprar a vela com ele...

Como podem imaginar, chegaram em casa detonados, cansados, imundos e foram pra cama desse jeito mesmo. Colocamos todos no sofá cama, mas o picaretinha do Guilherme não parava quieto e de maneira alguma deixava os outros dormirem, então o jeito foi "expulsá-lo".
Assim que ele saiu os três dormiram como pedra.
O Gui, pelo que me contaram, continuou no pique ainda por um bom tempo.
Eu juro que não vi e nem ouvi nada. Desmaiei como as crianças!Domingo foi dia de comilança e arte. Fomos tomar café na padoca e voltamos para a casa, pois a chuvinha chata não permitiu que fizessemos o que havíamos programado: brincar no parque, jogar bola e empinar pipa.
No apartamento distraimos os pequenos com dezenas de folhas de papel, pincel e tinta. Até o Gui participou! Ele só não entendeu a ordem do processo - pincel na tinta, depois no papel, depois na água para limpar. Ele fazia assim: pincel na tinta, ná água, na outra tinta, na água, na outra água e quando estivesse beeeeeem melecado e molhado, no papel, no chão e na roupa!

As obras de arte ficaram aqui, secando, esperando que eles voltem no aniversário do Tonico para pegá-las.
Almoçamos em Santa Felicidade em um restaurante com parquinho e depois fomos dar uma voltinha no "sópin". Enquanto passeávamos e tomávamos um cafezinho, as crianças ficaram adivinha aonde??? Mais uma vez brincando no parquinho!!
Depois disso, os primos foram embora e às 17h30 o Tonico dormiu para acordar no dia seguinte às 07h30.
Em breve teremos outro final de semana de farra, mas ainda acrescido com a presença de mais dois priminhos de SP, o Henrique e a Bia!
Ôpa, deixa eu sair para providenciar uma fórmula de guaraná + ginseng + qualquer coisa que dê muita energia!

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

promoção

A Ju fez um vídeo para participar de uma promoção e eu estou colaborando para que ela ganhe uma tv 42, ou um ipod, ou sei lá mais o quê.
O vídeo mostra ela fazendo um boneco de frutas e legumes, enquanto a Marina e o Vicente vão lambendo e mordendo tudo! Muito engraçado!
Ganha a promoção quem tiver mais votos. Acesse o link abaixo, confira o vídeo, mostre para seus filhos como é legal comer verduras e legumes e vote. Em seguida o site irá enviar um e-mail para o endereço que cadastraram pedindo que confirmem o voto. Bem facinho!
Vamos lá?
http://www.hortitube.com.br/video.php?id=42&pg=1